Notícias

CONVOCAÇÃO: ASSEMBLEIA c/ Audiência Pública na CLDF (Dia 15/05/2018)

Data: 15/05/2018 (TERÇA-feira)
Horário: 8h30
Local: Câmara Legislativa do DF
PAUTA:
  1. Informes;
  2. Data-Base 2018;
  3. Perseguição e assédio moral coletivo aos trabalhadores da CAESB

* Obs: Estado de Assembleia Permanente • Estado de GREVE

« Haverá transporte nas áreas!!! »

2018.05.15-Assembleia-Audiencia-CLDF.pdf

Anúncios

Mediação no TRT

Dando prosseguimento à deliberação da categoria em Assembleia Geral, realizada hoje (10/05) no SIA, o jurídico do sindicato peticionou a mediação do Tribunal Regional Trabalho – TRT na negociação de nossa data base. Ainda no período da tarde a Caesb manifestou concordância com a mediação.

Ficou marcada audiência de mediação entre Sindicato e Caesb, no TRT, com participação do Ministério Público do Trabalho – MPT, para amanhã (11/05) às 16 horas.

Apenas com a nossa mobilização e disposição de luta foi possível reabrir negociação. Portanto, é fundamental manter a mobilização e ficar atento aos informes do Sindágua.

Unidos somos mais fortes!
LUTAR ● MANTER ● CONQUISTAR

GREVE NA CAESB

Comunicado à População

Vamos paralisar as atividades pelos nossos direitos e por um serviço público de qualidade!

O Sindágua-DF, representante das trabalhadoras e dos trabalhadores da Caesb, em cumprimento do dever legal, vem comunicar à população que a categoria fará greve por tempo indeterminado a partir de 00:00 da próxima quinta-feira, dia 10 de maio de 2018.

A decisão, aprovada pelos trabalhadores presentes à assembleia geral ocorrida em 4/05/2018, é motivada pela intransigência da diretoria da Caesb em querer retirar direitos trabalhistas consolidados em Acordo Coletivo, e pelo não atendimento da pauta de reivindicações da categoria relativa à data-base de 2018, com inflação acumulada de dois anos, entregue à Empresa com 80 dias de antecedência do vencimento do acordo.

Os trabalhadores tentaram evitar a greve com a proposta de não terem reajuste salarial este ano, com o fim da perseguição da greve de 2016 e prorrogação do Acordo Coletivo por 30 dias. Porém, a direção da Empresa recusou tudo!

Esta greve é contra o sucateamento da Empresa, a má gestão dos recursos hídricos e o repasse desses custos à população.

Defendemos o Fim IMEDIATO do Racionamento sem Reajuste Extraordinário.

SINDÁGUA-DF

Este slideshow necessita de JavaScript.

Termo de Oposição ao Termo de Responsabilidade e Sigilo da Caesb

Segue abaixo, e neste link, o modelo  de “Termo de oposição ao Termo de Responsabilidade e Sigilo da Caesb” aos trabalhadores que assinaram o referido “Termo da Mordaça”, e não conseguiram reaver o documento junto a chefia.

Continue lendo “Termo de Oposição ao Termo de Responsabilidade e Sigilo da Caesb”

SINDÁGUA convoca trabalhadores que tiveram Periculosidade cortada neste mês de Março

O Sindágua-DF convoca as trabalhadoras e os trabalhadores que tiveram o adicional de periculosidade, oriundo de decisão judicial, cortado agora em março, para trazerem os documentos abaixo relacionados, a fim de propormos ação judicial pertinente. A medida foi tomada pela Direção da Empresa de modo arbitrário e irresponsável, vez que nenhum laudo ou informação prévia foi disponibilizada aos trabalhadores.

  1. PIS/PASEP;
  2. RG;
  3. CPF;
  4. CTPS (Carteira de Trabalho);
  5. 3 (três) últimos contracheques.

Lembrando que os plantões jurídicos ocorrem nas segundas, terças e quintas-feiras, 9:00 às 12:00, e 14:00 às 17:00.

Informe sobre a Audiência de Mediação no TRT

Em audiência de mediação realizada hoje, 10/5, no TRT, c/ participação do Ministério Público do Trabalho – MPT, Sindicato e Caesb discutiram os pontos de insuficiência aprovados pela categoria em Assembléia: Reajuste/Vigência, PPR, Adicional Condutor, Escala, Clausulas de Calote, e Plano de Saúde. A Diretoria do Sindagua deixou clara a proposta da categoria de adiamento do reajuste, tendo como contrapartida o fim do corte de Greve de 2016, e também denunciou as retaliações que trabalhadores vêm enfrentado pela participação nas Assembleias.

Durante a Audiência, o MPT externou preocupação com a nova regra de PPR imposta pela Empresa, que pune até mesmo mulheres em licença maternidade, e trabalhadores em licença médica. Segundo o diretor de Suporte ao Negócio, Fábio Albernaz, a mulher em licença maternidade e o trabalhador(a) doente podem sim ter corte de PPR, porque já recebem outros “benefícios”.

Ficou marcada reunião entre o Sindicato e a Caesb para segunda-feira, 14/05, às 10h; e
nova audiência de mediação ficou agendada para o dia 23/05, às 9:30, na sala de Reuniões da Presidência do TRT.

É importante lembrar que foi apenas com a nossa mobilização e disposição de luta que as negociações foram reabertas. Portanto, é fundamental nos mantermos mobilizados e prontos para a Luta em defesa nossos direitos, e pela Caesb pública e de qualidade.

Nesta próxima terça-feira, 15/05, temos Assembléia Geral, com Audiência Pública na Câmara Legislativa. A pauta é o Assédio Moral Coletivo contra os trabalhadores da Caesb.

Unidos somos mais fortes!

LUTAR • MANTER • CONQUISTAR

 

CONVOCAÇÃO: ASSEMBLEIA c/ Audiência Pública na CLDF (Dia 15/05/2018)

Data: 15/05/2018 (TERÇA-feira)
Horário: 8h30
Local: Câmara Legislativa do DF
PAUTA:
  1. Informes;
  2. Data-Base 2018;
  3. Perseguição e assédio moral coletivo aos trabalhadores da CAESB

* Obs: Estado de Assembleia Permanente • Estado de GREVE

« Haverá transporte nas áreas!!! »

GREVE APROVADA, GREVE INICIADA

Conforme aprovado em assembleia do dia 04/05, a nossa greve começa a partir das 00h dia 10/05!

Aconteceu hoje no Tribunal Regional do Trabalho – TRT, audiência sobre Corte e Compensação da Greve de 2016.

A desembargadora adiou a discussão do corte/compensação da greve de 2016 para o dia 22/05 às 10h. Após ser informada sobre a deflagração da greve se colocou à disposição para mediar a data-base 2018 desde que o movimento seja suspenso.

Como resultado da deflagração da greve aprovada e da audiência, haverá ainda hoje, às 16h, reunião de negociação entre o Diretor de Suporte ao Negócio/Comissão da Caesb e a diretoria do Sindágua.

O Sindágua deixa claro que nosso movimento foi decido em assembleia e essa decisão só pode ser alterada em uma nova assembleia. Esta diretoria não irá desrespeitar a decisão soberana da categoria.

Por isso, a diretoria do sindicato convoca todos os piqueteiros para reunião hoje (09/05) às 19h no auditório Sindágua e conclama toda a categoria para comparecer amanhã aos piquetes, ponto de mobilização e informes.

Nosso movimento está mantido e o fechamento dessa data-base depende da nossa força! É GREVE!

SINDAGUA-DF